fbpx

PLUGIN

Conexão para Engenheiros, Arquitetos e Estudantes

Actemium ganha contrato de obras no Comperj

Empresa apresentou o melhor preço na concorrência para interligar as esferas de Gás que será processada pela UPGN no Comperj

A Actemium venceu a concorrência aberta pela Petrobras para realizar os serviços de interligação das esferas que armazenarão o gás do pré-sal depois que for processado pela futura UPGN do Comperj. Depois de uma semana passada em que muito se comentou sobre o planejamento da Petrobras em fazer uma termelétrica no lugar do Comperj, para se aproveitar o gás processado pela UPGN como combustível, a empresa continua tocando o projeto no que se refere a planta de gás, que será feita pela Kerui.

Conforme apurado a proposta da Actemium foi de R$ 103 milhões e cerca de 22% mais baixa, já que o segundo colocado foi o consórcio formado pela Tridimensional e a Milplan, com uma proposta de R$ 133
milhões. As obras de interligação das esferas é um saldo de obras pertencentes a uma licitação de 2011, em que a Petrobras assinou contrato com a Jaraguá para laboração do projeto executivo, construção civil e montagem eletromecânica das interligações, subestações e do sistema de combustão de vapores para a área de tancagem.

Escopo antigo

A montagem eletromecânica das interligações consistia em interligar 49 tanques, cinco vasos, seis esferas, além de quatro subestações. O escopo da obra envolvia a fabricação e instalação de aproximadamente 4.200 toneladas de tubulação, 40 mil metros cúbicos de concreto para as estruturas e 730 km de cabos elétricos e o prazo de execução era de 900 dias corridos. Porém, como a Jaraguá entrou em recuperação judicial em 2014, estima-se que a obra tenha ficado na faixa dos 50% de execução e hoje, estima-se que a companhia colecione dívidas na casa de 1 Bilhão de Reais.

Vale lembrar que a empresa foi uma das primeiras empresas atingidas pela Lava-Jato e pela proibição de negociações com a Petrobras.

Fonte: Click Petróleo e Gás