fbpx

PLUGIN

Conexão para Engenheiros, Arquitetos e Estudantes

Petrobrás vende para a Petronas a metade do Campo de Tartaruga Verde na Bacia de Campos

A Petrobrás não está vendendo apenas suas refinarias, mas também suas reservas de petróleo. A petroleira gigante da Malásia, Petroliam Nasional Bhd (Petronas), comprou a metade do campo de Tartaruga Verde, depois de uma longa negociação com a Petrobrás. A Petronas informou em um comunicado que sua subsidiária Petronas Petróleo Brasil Ltda (PPBL) adquiriu a participação no campo Tartaruga Verde (Concessão BM-C-36) e suas instalações, Módulo III do campo Espadarte, ambas localizadas em águas profundas.

“A conclusão da transação está sujeita às condições de fechamento, incluindo a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica e da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis”, disse a Petronas em um comunicado. A petroleira disse ainda que após a conclusão da transação, a PPBL deterá a participação de 50%, enquanto a Petrobrás, como operadora, detém os restantes 50% de participação: “A aquisição de participação acionária na Tartaruga Verde e no Módulo III dos campos da Espadarte representa um marco importante para a Petronas, à medida que a empresa diversifica e expande sua carteira de negócios de petróleo na América do Sul”.

Para lembrar, O Campo de Tartaruga Verde começou a ser explorado no final de junho do ano passado, em águas profundas da Bacia de Campos, por meio do FPSO 22Cidade de Campos dos Goytacazes, que está localizado a cerca de 127 km da costa do Estado do Rio de Janeiro, em lâmina d’água de 765 metros, com capacidade de processar diariamente até 150 mil barris de petróleo e 3,5 milhões de metros cúbicos de gás e de compressão de 5 milhões de metros cúbicos de gás. Ele possui um óleo de boa qualidade (27º API) e fica na área sul da Bacia de Campos, no pós-sal, em lâmina d’água (distância entre a superfície da água e o fundo do mar) variando de 700 a 1.300 metros e com reservatórios a 3 mil metros de profundidade. É formado por duas jazidas, Tartaruga Verde e Tartaruga Mestiça – jazida compartilhada entre a União, representada pela PPSA, com 30,65% de participação, e a Petrobrás, com 69,35%.

Fonte: PetroNotícias